Thalles Roberto diz que “fase ruim” foi permissão de Deus

"Os processos de Deus são necessários, curam as nossas deficiências e nos fazem pessoas melhores”, esclareceu.


Thalles Roberto
Thalles Roberto

Um lar cristão e repleto de musicalidade foi o cenário ideal para Thalles Roberto desenvolver seu dom musical. Hoje, o cantor com mais de 20 anos de carreira já foi músico da banda “Jota Quest” e até fez parceria com o grupo “Jamil e Uma Noites”. No entanto, foi no meio gospel que ele encontrou um motivo verdadeiro para cantar: Deus.

“As minhas canções são experiências particulares vividas com Deus! Não consigo me sentar para escrever ou cantar sem antes viver uma experiência com o Altíssimo. Falo sobre o que estou passando naquele momento, sobre as lutas, as vitórias e de como Deus sempre tem estado em todos os momentos da minha história”, contou Thalles sobre suas composições, em entrevista exclusiva ao Gospel Prime.

Para ele, transformar suas experiências com o Pai em músicas pode gerar o mesmo efeito de intimidade na vida das pessoas. “Eu sempre digo que experiências com Deus geram experiências com Deus! Quando as pessoas ouvem uma música fruto de experiência, imediatamente ela se conecta com a presença de Deus que existe em toda história verdadeira”, explicou.

Ao usar esse propósito como mola propulsora para desenvolver seus trabalhos, o cantor chegou a ser um dos grandes nomes da música gospel no país. Mas o sucesso foi interrompido depois de uma declaração polêmica. Na ocasião, Thalles disse ser acima da média e ainda criticou outros cantores cristãos.

A fase ruim gerou diversas consequências que, segundo o cantor, foi permissão de Deus para lhe ensinar valiosas lições. “Creio que o Deus a quem eu sirvo com tanto temor permitiu que eu passasse por isso tudo para me ensinar muitas coisas! Os processos de Deus são necessários, curam as nossas deficiências e nos fazem pessoas melhores”, esclareceu.

Durante esse período, o artista recebeu duras críticas da sociedade e por isso precisou de força para superar essa crise. “Nós que somos públicos temos que ter muita força para suportar as opiniões e críticas! Todo mundo fala o que quer, da maneira que bem entende, sem procurar saber a verdade. Temos que ter muita maturidade e fé… muita fé!”.

Após passar três anos longe dos holofotes, Thalles decidiu voltar aos palcos e lançou novos projetos. Ao ser questionado sobre o que espera desse retorno, ele afirmou: “Deus quem faz todas as coisas! Eu não era nada, ninguém me conhecia, ninguém conhecia as minhas msicas e Deus soprou meu nome nessa nação e fez um grandioso sucesso acontecer! Só tenho uma certeza: Vou trabalhar muito e focado como sempre fiz”.

Nesse contexto, as redes sociais foram usadas para disseminar críticas contra o cantor. Por essa razão, ele deixa claro que não gosta de ficar mexendo nessas ferramentas, e ainda alerta o quanto elas são perigosas. “Eu acho que as redes sociais deram voz a quem não poderia falar! Todos escrevem o que querem, sem se importar com o coração dos outros, com os sentimentos e com as famílias! Essas opiniões geram muito desentendimento e destrói muita gente. (…) Eu particularmente acho que as redes sociais são muito perigosas!”, completou.




Deixe seu comentário!