Thalles pede perdão ao público: “quero assumir o meu erro”

"Hoje eu entendo que chegou um tempo [...] de pedir perdão às pessoas que ficaram magoadas por declarações que eu fiz", diz cantor.


Thalles pede perdão ao público: "quero assumir o meu erro"

O cantor e compositor mineiro Thalles promoveu, em sua página oficial no Facebook nesta quarta-feira (22), uma videoconferência. Na ocasião, ao lado de sua esposa e do violão, cantou músicas e fez um pronunciamento e um pedido de perdão ao público.

Na live stream, Thalles falou acerca das polêmicas ocorridas em 2015 que, de forma direta, prejudicaram sua carreira musical. Na época, o intérprete afirmou que o seu disco sucessor seria dedicado ao público não-religioso e que, diante ao status alcançado em seu trabalho artístico, não tinha mais como crescer como intérprete evangélico.

No entanto, o artista foi criticado pelo público e por outros intérpretes evangélicos pela forma que divulgou a novidade. O episódio, que chegou a ser conhecido popularmente como “acima da média“, chegou a ser comentado por cantores como Leonardo Gonçalves, Cassiane, Luiz Arcanjo, Vanilda Bordieri e outros.


  Psicólogo ajuda cristãos a vencer o vício da pornografia


Por isso, o artista decidiu, quase dois anos depois do ocorrido, apresentar um pedido de desculpas direto ao público pelo episódio. “E eu não quero me justificar. Eu quero assumir o meu erro diante de todas as pessoas. Assumir o meu erro diante de todos os meus irmãos cantores, às pessoas que eu falei todas aquelas bobagens”, afirmou o artista.

De acordo com Thalles, o episódio afetou também seu público. “Hoje eu entendo que chegou um tempo muito especial. Um tempo de pedir perdão às pessoas que ficaram magoadas porque, há um tempo atrás, um vídeo foi divulgado na internet de umas declarações que eu fiz. E machucou muita gente”.

“Hoje foi um dia muito importante pra mim porque… poxa, hoje eu pude falar com Anderson Freire, falei com André Valadão, falei com Fernandinho, falei com a Bruna Karla, eu chamei os meus irmãos e falei, pedi perdão a eles. Pedi perdão a alguns pastores e vou continuar fazendo isso. Mas eu não podia fazer isso sem vir publicamente gravar este vídeo”, completou o artista.

Thalles, no vídeo, também afirmou que, durante este período em que desempenhou funções de pastor da Renascer em Cristo e se apresentou em outros países do continente, passou por um processo pessoal para que conseguisse, enfim, pedir definitivamente perdão ao público pelo ocorrido. “Isso era um peso no meu coração, sabe?”, contou o compositor.

O músico chegou a comentar a polêmica em outras ocasiões, no entanto, sua principal tese de argumentação era de que tinha sido mal interpretado. Desta vez, Thalles encarou seu discurso, proferido em 2015, como uma “bobagem”. “Hoje é uma alegria tão grande de, talvez… É muito difícil de entender o que estou sentindo de vir aqui e gravar este vídeo de perdão. Um perdão para a Igreja de Jesus Cristo”, disse.

Assista:




Deixe seu comentário!