“A religião não foi legal comigo”, afirma Marília Mendonça

Em entrevista ao programa de Tatá Werneck, a cantora sertaneja comentou como a igreja não aceitou que ela cantasse no bar para ajudar as despesas de casa


"A religião não foi legal comigo", afirma Marília Mendonça

A cantora sertaneja Marília Mendonça concedeu, na noite de segunda (06), uma entrevista ao programa Lady Night, comandado pela humorista Tatá Werneck. No talk show, exibido pelo canal Multishow, a cantora falou sobre o início da carreira, quando cantava na igreja, e como as tradições religiosas a afastaram da comunhão da igreja.

Ao ser questionada se era evangélica, a cantora afirmou que não, mas que ainda se sente próxima a Deus. “Parei de achar [que se sentia abandonada] porque, hoje, com essa questão de preconceito, as pessoas param de acreditar e amar a Deus, por causa de um falador que diz que Deus não te ama do jeito que você é. Então, parei de ouvir a voz das pessoas do mundo para ouvir a voz de Deus”, finaliza Marília.

 

Marília falou também das dificuldades que passou na infância, quando seu padrasto abandonou a família e teve que ajudar a mãe com as despesas familiar.




Deixe seu comentário!