MENU

Ludi (ex Kemuel) assina contrato com a W.Music e vai gravar solo

"Minha vida e minha voz estão sendo usadas para algo muito maior do que eu imaginei", afirmou a cantora.


Ludi Moreira e Wellington
Ludi Moreira e maestro Wellington. (Foto: Divulgação)

Uma das Vencedoras do Festival W. Music, a cantora Ludi Moreira, que foi integrante do Coral Kemuel durante dois anos, agora vai gravar Solo pela W.Music. Desde três anos de idade, ela canta em igrejas, incentivada pela mãe.

Em 2008, já com 10 anos, teve sua primeira experiência profissional com a música. “Eu era apenas uma criança. Era muito insegura e tinha medo de cantar pra muita gente, vencer o festival foi muito importante pra quebrar esses medos”, conta.

Leia mais

“Gravar meu primeiro CD, e ter minha primeira experiência no estúdio W. Music, produzido pelo maestro Wellington Corrêa e com música ‘pra valer’ foi maravilhoso. Porque até então eu só cantava música de outros cantores nas igrejas, e cantar músicas minhas, ter um CD só meu com apenas 10 anos foi maravilhoso”, lembra.

Experiência no Coral Kemuel

“Eu postava muitos vídeos cantando nas minhas redes sociais, e um belo dia um desses vídeos foi visto pelo David Marx, líder do Kemuel, imediatamente ele entrou em contato comigo e poucos dias depois eu estava na minha primeira agenda com eles”, disse

Ludi viajou bastante com o Coral e teve “experiências incríveis” como ela descreve. “Vendo minha vida, minha voz, sendo usada para algo muito maior do que eu imaginei”.

“Ninguém sonha pequeno. Sonhos são feitos pra serem grandes mesmo”, ela declarou na época e agora continua vendo esses sonhos sendo realizados.

Sonhos novos

“Depois que anunciei minha saída do Kemuel, recebi uma proposta da W.Music, através do Maestro Wellington. Quando ele me disse o que planejava, o meu coração imediatamente se abriu. Tenho sonhado com esse EP, porque quero passar pras pessoas exatamente o que eu sou e o que eu gosto de ouvir”, declarou.

“Desde criança eu entendia o meu chamado. Eu vim de uma vila de no máximo 3 mil habitantes, mas o lugar onde eu nasci nunca me impediu de sonhar. Meu sonho era levar a palavra de Deus através da arte, através da música”, explica.

Agora Ludi tem planos de cantar para que as pessoas entendam o trabalhar de Deus. “Meu estilo musical é muito diversificado, sou o tipo de pessoa que ouve de tudo, e quero passar isso pras pessoas que ouvirem meu EP. Quero que elas entendam a maneira diversificada que Deus usa pra falar com a gente”, declarou.

“Meu foco enquanto canto, é simples: ganhar pessoas pra Cristo, levar vida e esperança através do que eu canto”, determinou.

Sobre o Festival W. Music

Em 2018, com mais de 100 vencedores, o Festival W. Music apresentou os grandes talentos descobertos em 26 Estados do Brasil . As premiações são feitas por região, o que faz aumentar as oportunidades de participação e, por esse motivo, é grande o número daqueles que realizam esse sonho.

Com a criação do Festival em 2003, o Maestro Wellington Corrêa, capta novos talentos ministeriais dentro do público evangélico brasileiro. Nas igrejas a aceitação é notória.



Assuntos:


Deixe sua opinião!