Isadora Pompeo: Se meu Pai ouve os anjos cantarem santo, por que eu faria diferente?

Cantora revela ser fruto de uma profecia e que seu estilo é reflexo do que é em Jesus


Se Deus ouve os anjos cantarem santo, por que eu faria diferente?

Descolada, jovem e adepta de uma música mais simples a cantora Isadora Pompeo foi uma das revelações do universo gospel de 2017. A garota de apenas 18 anos, nascida em Caxias do Sul (RS), alcançou mais de 72 milhões de pessoas com seus vídeos no Youtube.

No início, a artista fazia covers de artistas cristãos conhecidos, mas depois do sucesso nas mídias Isadora foi convidada a gravar seu primeiro álbum “Pra Te Contar os Meus Segredos”, com músicas autorais.

Em entrevista exclusiva ao Gospel Prime, a cantora afirma que sua carreira é resultado de uma profecia e por mais que ela acreditasse no cumprimento dessa promessa, ainda sim planejava trilhar um caminho distinto profissionalmente.

“Eu não ‘decidi’ ser cantora, eu queria ser veterinária! Desde pequena, recebia muitas profecias. Jesus sempre me falava aonde Ele queria me colocar e me fazia acreditar que isso realmente aconteceria. Conforme o tempo foi passando, o chamado foi ardendo em meu coração, mais do que as minhas vontades e as coisas começaram a fluir sem esforço, naturalmente. E aí ‘boom’ sou cantora!”, conta.

Por ser jovem, a artista diz que entende o quanto é difícil escolher uma profissão nessa fase da vida. “O que eu deixo de conselho para essa galera que está confusa é: abrace quem Jesus quer que você seja, esse vai ser o melhor caminho. Ouça mais o que Ele fala sobre você, não deixe de estudar, esteja atento, dê seu melhor em tudo, mas sempre confie que o que Jesus tem para você é melhor que seu próprio desejo”, aconselha.

As músicas tocadas por Isadora têm a simplicidade nas palavras como característica principal. Por meio desse estilo a cantora quer impactar os jovens disseminando a verdade de Cristo. “O que eu procuro trazer através das minhas canções não é comercial, é o clamor de um filho apaixonado”, ressalta.

Mas será que a cantora escuta apenas músicas do meio gospel? Em sua resposta, ela deixa claro o que pensa sobre a liberdade dada por Deus. “Olha, Jesus nos dá liberdade de escolhermos o que queremos ou não fazer. Então não é sobre o quanto que eu não posso fazer, mas sobre o quanto que eu amo Jesus, a ponto de abrir mão do que eu posso fazer, só para fazer o que Ele está fazendo. A palavra fala que lá no céu os anjos cantam santo. Se meu Pai ouve os anjos cantarem santo, por que eu faria diferente?”, questiona.

Depois que a cantora entrou nas paradas de sucesso se tornou alvo de elogios e críticas do público, principalmente por ter um visual “fora do comum” entre os jovens cristãos. Isadora usa calças rasgadas, blusas largas, chapéus, toucas e até bonés. Ao ser questionada pelo Gospel Prime sobre seu estilo ela logo afirmou que se sente bem assim.

“Eu gosto de me vestir como me sinto bem e às vezes isso pode ser sim um pouco contrastante! Eu venho de uma igreja que me permite usar o estilo que uso, mas isso não significa que eu não concorde com a prática dos usos e costumes. Eu sempre deixo claro a honra que devemos a nossa liderança. (…) Mas realmente, meu estilo é meio engraçado!”, declarou em meio a risos.

Para a cantora, a maneira que se veste é um reflexo de como ela se vê em Jesus. “Por isso algumas pessoas ainda não se sentem encontradas em seu próprio estilo, isso acontece porque não têm segurança em quem são em Deus. Tudo tem ligação”, explica Isadora, que ainda adverte: “Mas não podemos usar dessa liberdade como desculpa para uma possível libertinagem carnal. Se algo escandaliza alguém, é preferível que não use”.

Como uma jovem comum, Isadora também gosta de sempre estar “ligada” nas redes sociais e acredita que através delas todos podem se expressar e isso é bom. Porém, como será que fica a vida espiritual da cantora em meio a tantas atualizações e postagens?

“Acho importante frisar que tudo que é demais é perigoso, menos o relacionamento com Jesus. Quando eu trago Jesus, não só em um momento de devocional, mas durante todo o meu dia, eu encontro um equilíbrio, e é disso que a geração de hoje precisa”, afirma.

Isadora ainda concorda que, diferente de gerações anteriores, essa tem sido bem mais desprendida de assuntos importantes como a política. Nesse caso, ela entende que todos os cristãos deveriam saber mais sobre o governo, afinal, o propósito da igreja é trazer mudanças. “Nosso maior poder é a oração, ORAR é ter AÇÃO! Ter conhecimento e votar com sabedoria é um dos primeiros passos para um bom futuro”, finaliza Isadora.




Deixe seu comentário!