“Ninguém Explica Deus” foi a canção mais tocada em 2016

Crowley apresenta TOP 100 das rádios evangélicas do ano passado


Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

A Crowley Broadcast Analysis, órgão que monitora as rádios do país, divulgou nesta segunda-feira (9/1) um relatório oficial das músicas mais executadas nas rádios evangélicas durante o ano de 2016. O monitoramento se deu desde o primeiro dia do ano até o último em trinta rádios do segmento distribuídas pelo país.

De acordo com os dados divulgados pelo órgão, a metodologia utilizada foi a execução entre as segundas e sextas-feiras, entre às 7h e 19h, em todas as rádios cobertas pelo monitoramento diário da Crowley Broadcast Analysis.



“Ninguém Explica Deus”, interpretada pela banda Preto no Branco com a participação de Gabriela Rocha, é a música mais executada em 2016 e contou com mais de 2 mil reproduções. A informação confirma a popularidade da música, que chegou a ser um dos clipes brasileiros mais assistidos no ano passado.

Entre as dez primeiras canções, estão as canções “Raridade” (Anderson Freire), “Deus de Detalhes” (Pr. Lucas), “Me Ajude a Melhorar” (Eli Soares), “Meu Abrigo” (Davi Sacer), “Porque Eu Te Amei” (Ton Carfi), “Agora É Você” (Rick & Renan), “Crer para Ver” (André Valadão), “Proteção” (Gui Rebustini) e “Culto do Calvário” (Anderson Freire).

Entre artistas que aparecem várias vezes na lista, Anderson Freire é o único que figura com mais de uma música entre as dez mais ouvidas. Aline Barros, entre as 100, ainda é maioria, com sete músicas. Na sequência, estão Renascer Praise e Eli Soares, ambos com cinco canções e as cantoras Gabriela Rocha e Bruna Karla, ambas com três aparições.



Em apuração feita pelo Gospel Prime ainda em dezembro, a constatação de que músicas antigas se fazem presentes entre as mais ouvidas foi confirmada pela Crowley. Na lista anual, consta faixas como “Restitui” (Toque no Altar, 72º), “Jesus É o Caminho” (Heloisa Rosa, 62º), “Advogado Fiel” (Bruna Karla, 18º), “Uma Nova História” (Fernandinho, 86º) e “Entre a Fé e a Razão” (Trazendo a Arca, 95º).

Os últimos lugares da lista contam com um empate técnico entre Trazendo a Arca (“Entre a Fé e a Razão”) e Arena Louvor (“Nada a Temer”). Ambas as músicas receberam 515 execuções nas rádios pesquisadas pela Crowley.




Deixe seu comentário!