“É uma história grandiosa”, afirma Aline Barros sobre ressurreição

Em entrevista ao G1, cantora falou sobre o espetáculo Paixão de Cristo de Nova Jerusalém


"É uma história grandiosa", afirma Aline Barros sobre ressurreição

Na cobertura da 50ª realização da peça Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, que ocorre na cidade de Brejo da Madre de Deus, localizada no agreste de Pernambuco, a cantora Aline Barros foi entrevistada pela emissora local afiliada à Rede Globo.

Na conversa, publicada pelo G1, Aline falou sobre o processo de morte e ressurreição de Jesus Cristo, além de reflexões acerca de sua personalidade. “É uma história linda, é a história de um homem que provou pra todo mundo que realmente, verdadeiramente, é o filho de Deus”, disse a cantora.

Barros assistiu, pela primeira vez, o espetáculo, que ocorre no maior teatro aberto do planeta. “Eu estou muito feliz. É uma expectativa muito grande no nosso coração e eu digo pra vocês que… olha, tá sendo demais. Expectativa linda”, falou a artista sobre as apresentações.


  Psicólogo ajuda cristãos a vencer o vício da pornografia


Questionada acerca da diferença entre ler e assistir as apresentações em local aberto, Aline justifica a importância afirmando “porque é uma história grandiosa” e que, além do destaque em si, incluem valores morais que a artista considera fundamentais para a vida humana em sociedade.

“Nós trazemos isso para a nossa vida hoje. É motivo de alegria poder dizer que a esperança não está morta, que Jesus morreu, mas no terceiro dia ele ressuscitou. Sem isso, a história não estaria completa. Esse é o mesmo poder que habita dentro de nós, hoje. Esse foi um dos momentos que mais me impactaram da trajetória do espetáculo”, destacou.

Outro momento que Aline deu ênfase é o processo de repartição de pão e vinho por Jesus e seus discípulos. “Em cada detalhe, se vê um princípio, um exemplo de servo. Quando se fala dos valores do reino de Deus, é completamente diferente dos valores do mundo. Você olha para Jesus, naquele momento, servindo, e você vê valores que precisam ser resgatados e trazidos para o dia a dia”.




Deixe seu comentário!